A desumanização da morte e do homem

Artigos - Ensaios
Imprimir
Leandro Laube

Tendo como ponto de apoio "Do Sagrado ao Profano: A Urbes em Ragtime", de Wilton Fred Cardoso de Oliveira, o presente ensaio aborda a evolução das relações sociais e religiosas, desde os primeiros passos neolíticos até a contemporaneidade metropolitana ocidental, mostrando o esvaziamento do homem a partir de seu afastamento da morte, com a consequente anulação da subjetividade. Lança mão de elementos filosóficos e literários, sem no entanto constituir-se um ou outro, quiçá nem um nem outro; algo intermediário, ou o que Reichmann poderia chamar de Intermezzo Lírico-Filosófico.

[acesse o artigo completo]